//
você está lendo...
ARQUITETOS-ENGENGEIROS TI, AZURE MICROSOFT, MICROSOFT

➡ 🔴 Na fita –>> Windows Server 2019 Install and First Look + Instalação do Microsoft Honolulu (Teoria + Prática) exclusivo!

1521598889_1521567864_windowsserver2019_story

Olá pessoal tudo bem!

Vamos abaixo falar desse novo Windows Server, da uma olhadinha inicial, e claro uma prática bem bacana com Projeto Honolulu.

#DAS GRANDES NOVIDADES

01 РNovidades no Windows Server verṣo 1709

Nova cadeia de versões (Atualizações)

A partir desta nova versão, teremos duas opções para receber atualizações de recursos:

  1. Canal de manutenção a longo prazo (LTSC): abrange cinco anos de suporte base e cinco anos de suporte estendido. Você tem a opção de fazer upgrade para a próxima versão do LTSC a cada dois ou três anos, com o mesmo suporte dos últimos 20 anos;
  2. Canal semestral (SAC): esse é um benefício do Software Assurance e é totalmente compatível na produção. A diferença é que ele oferece suporte por 18 meses e há uma nova versão a cada seis meses;

02 РCont̻ineres de aplicativo e Microsservi̤os

A imagem de contêiner do Server Core foi otimizada ainda mais para alguns cenários em alto nível, dentre estes como poder migrar bases de código ou aplicativos em contêineres com alterações poucas alterações.

  • A imagem de contêiner do Server Core foi otimizada ainda mais para cenários de lift-and-shift, nos quais você pode migrar bases de código ou aplicativos em contêineres com alterações poucas alterações, além de ser 60% menor;
  • A imagem de contêiner do Nano servidor é aproximadamente 80% menor. No Canal semestral do Windows Server, o servidor Nano como uma imagem de sistema operacional base do contêiner é reduzida de 390 MB para 80 MB;
  • Contêineres do Linux com isolamento Hyper-V;

Gerenciamento moderno

Consulte o Projeto Honolulu para obter uma experiência simplificada, integrada e segura a fim de ajudar os administradores do setor de TI a gerenciarem a solução de problemas, a configuração e os cenários de manutenção essenciais. O Projeto Honolulu inclui a próxima geração de ferramenta com uma interface simplificada, integrada, segura e ampliável. O projeto Honolulu inclui uma nova experiência de gerenciamento intuitiva para gerenciar computadores, servidores do Windows, Clusters de failover, além da infraestrutura de hiperconvergência com base nos Espaços de Armazenamento Diretos, reduzindo os custos operacionais.

Computação

Nano contêiner e contêiner do Server Core: em primeiro lugar, esta versão promove a inovação dos aplicativos. O Servidor Nano ou Nano como host é preterido e substituído pelo contêiner Nano, que é o Nano funcionando como imagem do contêiner.

Para obter mais informações sobre contêineres, consulte Visão geral da rede de contêineres.

Server Core como um host de contêiner (e infraestrutura), fornece mais flexibilidade, densidade e desempenho para aplicativos atuais sob um processo de modernização e marca os novos aplicativos desenvolvidos usando o modelo de nuvem.

O Balanceamento de carga de VM também é melhorado com o reconhecimento de sistema operacional e aplicativo, garantindo o melhor balanceamento de carga e desempenho dos aplicativos.

O Suporte de memória da classe de armazenamento para VMs permite que os volumes de acesso direto formatados para NTFS sejam criados em DIMMs não voláteis e expostos às VMs Hyper-V. Isso permite que as VMs do Hyper-V aproveitem o desempenho de baixa latência de dispositivos de memória da classe de armazenamento.

A Memória Persistente Virtualizada (vPMEM) é habilitada ao criar um arquivo VHD (.vhdpmem) em um volume de acesso direto em um host, adicionando um Controlador vPMEM a uma VM, além de adicionar o dispositivo criado (.vhdpmem) a uma VM. O uso de arquivos vhdpmem nos volumes de acesso direto em um host para vPMEM proporciona a flexibilidade de alocação e aproveita um modelo de gerenciamento conhecido para adicionar discos às VMs.

Armazenamento de contêiner: volumes de dados persistentes nos volumes compartilhados do cluster (CSV). No Windows Server, versão 1709, bem como no Windows Server 2016 com as últimas atualizações, adicionamos suporte para que os contêineres acesse volumes de dados persistentes localizados em CSVs, incluindo os CSVs em Espaços de Armazenamento Diretos.

Isso proporciona o acesso persistente do contêiner de aplicativo ao volume, independentemente do nó de cluster no qual a instância do contêiner está em execução. Para obter mais informações, consulte Suporte ao armazenamento de contêiner com Volumes Compartilhados do Cluster (CSV), Espaços de Armazenamento Diretos (S2D), Mapeamento Global de SMB.

Armazenamento de contêiner: volumes de dados persistentes com mapeamento global de SMB. No Windows Server, versão 1709, adicionamos suporte para mapeamento de um compartilhamento de arquivo SMB para uma letra de unidade em um contêiner; isso é chamado de mapeamento global de SMB. Essa unidade mapeada fica acessível para todos os usuários no servidor local, para que o contêiner de E/S no volume de dados pode passar da unidade montada para o compartilhamento de arquivos subjacente. Para obter mais informações, consulte Suporte ao armazenamento de contêiner com Volumes Compartilhados do Cluster (CSV), Espaços de Armazenamento Diretos (S2D), Mapeamento Global de SMB.

Formato de arquivo de configuração de máquina virtual (atualizado). Um outro arquivo (.vmgs) foi adicionado a máquinas virtuais com uma versão de configuração 8.2 e superior. VMGS significa o estado de convidado da VM e é um novo arquivo interno que inclui o estado do dispositivo que já fazia parte do arquivo de estado de tempo de execução da VM.

Segurança e garantia

A Criptografia de rede permite criptografar rapidamente os segmentos de rede na infraestrutura de rede definida pelo software a fim de atender às necessidades de segurança e conformidade.

O Serviço Guardião de Host (HGS) como uma VM protegida está habilitado. Antes desta versão, a recomendação era implantar um cluster físico de três nós. Embora isso garanta que o ambiente de HGS não seja comprometido por um administrador, frequentemente o custo era alto.

Agora há suporte para Linux como VM protegida.

Para obter mais informações, consulte Visão geral de malha e VMs protegidas.

Armazenamento

Réplica de armazenamento: a proteção de recuperação de desastres adicionada por Réplica de armazenamento no Windows Server 2016 agora é expandida para incluir:

  • Failover de teste: a opção para montar o armazenamento de destino agora é possível por meio do recurso de failover de teste. Você pode montar um instantâneo do armazenamento replicado em nós de destino temporariamente para fins de teste ou backup. Para obter mais informações, consulte Perguntas Frequentes sobre a Réplica de armazenamento.
  • Suporte do Projeto Honolulu: o suporte para gerenciamento gráfico de replicação de servidor para servidor agora está disponível no projeto Honolulu. Isso elimina a necessidade de usar o PowerShell para gerenciar uma carga de trabalho de proteção contra desastres comuns.

SMB:

  • SMB1 e remoção de autenticação de convidado: o Windows Server, versão 1709, não instala mais o cliente SMB1 e o servidor por padrão. Além disso, a capacidade de autenticar como um convidado no SMB2 e posterior está desativada por padrão. Para obter mais informações, consulte o SMBv1 não é instalado por padrão no Windows 10, versão 1709, e no Windows Server, versão 1709.
  • Segurança e compatibilidade de SMB2/SMB3: foram adicionadas mais opções de compatibilidade e segurança de aplicativo, incluindo a capacidade de desabilitar os bloqueios em SMB2+ para aplicativos herdados, bem como exigir assinatura ou criptografia com base em conexão de um cliente. Para obter mais informações, consulte a ajuda do módulo SMBShare PowerShell.

Eliminação de duplicação de dados:

  • Eliminação da duplicação de dados agora oferece suporte a ReFS: você não deve escolher entre as vantagens de um sistema de arquivos moderno com ReFS e a eliminação da duplicação de dados: agora, você pode habilitar a eliminação da duplicação de dados, na qual você pode habilitar ReFS. Aumente a eficiência do armazenamento em mais de 95% com ReFS.
  • API de DataPort para entrada/saída otimizada para volumes com eliminação de duplicação: os desenvolvedores agora podem aproveitar o conhecimento que a Eliminação da duplicação de dados tem sobre como armazenar dados de modo eficaz para mover os dados entre volumes, servidores e clusters de forma eficiente.

RDS (Serviços de Área de Trabalho Remota)

RDS é integrado ao Azure AD, portanto, os clientes podem aproveitar as políticas de Acesso condicional, Autenticação multifator, Autenticação integrada a outros aplicativos SaaS usando o Azure AD e muito mais. Para obter mais informações, consulte Integrar o Azure AD Domain Services à implantação do RDS.

Dica

Para ver uma prévia de outras alterações incríveis do RDS, consulte Serviços de área de trabalho remota: atualizações e inovações futuras

Rede

Suporte para Roteamento de malha do Docker. Malha de roteamento de ingresso faz parte do modo nuvem, a solução de organização nativa do Docker para contêineres. Para obter mais informações, consulte Malha de roteamento do Docker com Windows Server versão 1709.

Novos recursos para Docker estão disponíveis. Para obter mais informações, consulte Novidades do Docker com o Windows Server 1709.

Rede do Windows em paridade com Linux para Kubernetes: o Windows agora está no mesmo nível que o Linux em termos de rede. Os clientes podem implantar sistemas operacionais mistos, clusters de Kubernetes em qualquer ambiente incluindo o Azure, no local e em pilhas de nuvem de terceiros com os mesmos primitivos e topologias de rede compatíveis com o Linux sem precisar de qualquer solução alternativa ou extensões do switch.

Pilha de rede principal: diversos recursos da pilha principal da rede são aprimorados. Para obter mais informações sobre esses recursos, consulte Principais recursos da pilha de rede na Atualização do Windows 10 para Criadores.

  • TCP Fast Open (TFO): o suporte para TFO foi adicionado a fim de otimizar o processo de handshake de três vias de TCP. O TFO estabelece um cookie TFO seguro na primeira conexão usando um handshake de três vias. As conexões subsequentes ao mesmo servidor usam o cookie TFO em vez de um handshake de três vias para se conectar sem afetar o tempo de ida e volta.
  • CUBIC: implementação nativa experimental do Windows do CUBIC, um algoritmo de controle de congestionamento TCP, está disponível. Os seguintes comandos habilitam ou desabilitam o CUBIC, respectivamente.
  • Receber sintonia automática de janela: a lógica de sintonia automática de TCP calcula o parâmetro “janela de recepção” de uma conexão TCP. As conexões de alta velocidade e/ou demoradas precisam desse algoritmo para alcançar as características de bom desempenho.Nesta versão, o algoritmo é modificado para usar uma função degrau para conversão no valor máximo de janela de recepção para uma determinada conexão.
  • API de estatísticas de TCP: uma nova API é apresentada chamada de SIO_TCP_INFO.SIO_TCP_INFO permite que os desenvolvedores consultem informações sobre conexões TCP individuais usando a opção de soquete.
  • Detecção de gateway inativo (DGD): o algoritmo de DGD faz a transição automática de conexões por outro gateway quando o atual não está acessível. Nesta versão, o algoritmo é melhorado para testar periodicamente o ambiente de rede.
  • O Test-NetConnection é um cmdlet nativo do Windows PowerShell que executa diversos diagnósticos de rede. Nesta versão, aprimoraram o cmdlet para fornecer informações detalhadas sobre a seleção de rota, bem como a seleção do endereço de origem.

Rede definida pelo software

  • A Criptografia de rede virtual é um novo recurso que oferece a capacidade de criptografar o tráfego de rede virtual entre Máquinas virtuais que se comunicam entre si em sub-redes marcadas com “Criptografia habilitada”. Esse recurso usa o Protocolo DTLS na sub-rede virtual para criptografar os pacotes. O DTLS oferece proteção contra interceptações, falsificação e falsificação por qualquer pessoa com acesso à rede física.

Windows 10 VPN

  • Túneis de infraestrutura de pré-logon. Por padrão, a VPN do Windows 10 não cria automaticamente Túneis de infraestrutura quando os usuários não estão conectados ao computador ou dispositivo. Você pode configurar a VPN do Windows 10 para criar automaticamente Túneis de infraestrutura de pré-login usando o recurso de encapsulamento do dispositivo (pré-login) no perfil da VPN.
  • Gerenciamento de computadores e dispositivos remotos. Você pode gerenciar clientes VPN do Windows 10 ao configurar o recurso de Encapsulamento do dispositivo (pré-login) no perfil da VPN. Além disso, você deve configurar a conexão da VPN para registrar dinamicamente os endereços IP atribuídos à interface da VPN com serviços internos de DNS.
  • Especificar gateways de pré-login. Você pode especificar Gateways de pré-login com o recurso de Encapsulamento do dispositivo (pré-login) no perfil da VPN, combinado com filtros de tráfego para controlar quais sistemas de gerenciamento na rede corporativa estão acessíveis pelo túnel de dispositivo.

O que é o Projeto Honolulu

Honolulu é um conjunto de ferramentas de gerenciamento localmente implantado e baseado em navegador que permite a administração local de servidores Windows sem dependência do Azure ou da nuvem. Honolulu dá aos administradores de TI controle total sobre todos os aspectos de sua infraestrutura de servidor e é particularmente útil para o gerenciamento em redes privadas que não estão conectadas à Internet.

Honolulu é a evolução moderna das ferramentas de gerenciamento “in-box”, como Server Manager e MMC, é complementar ao System Center e ao Operations Management Suite e não tem como objetivo substituir esses produtos e serviços.

1

Como funciona Honolulu?

O aplicativo Honolulu é executado em um navegador da web. O aplicativo gerencia os nós Windows Server 2016, Windows Server 2012 R2 e Windows Server 2012 por meio do gateway Honolulu que você pode instalar no Windows Server 2016 ou no Windows 10. O gateway gerencia os servidores via Remote PowerShell e WMI sobre WinRM. O aplicativo e o gateway são instalados a partir de um único pacote .msi leve que você pode baixar deste link: https://aka.ms/HonoluluDownload

Publicar o servidor da Web no DNS e configurar o firewall corporativo pode permitir que você acesse o Honolulu da Internet pública, permitindo que você se conecte e gerencie seus servidores de qualquer lugar com o Microsoft Edge ou Google Chrome (a compatibilidade de outros navegadores não foi testado).

2

What does Honolulu do?

3

Deployment options

4

How permissions work

Ao instalar o Honolulu no Windows 10, você poderá abrir o aplicativo no menu Iniciar ou na bandeja do sistema. A interface do usuário será aberta em um navegador e você será autenticado com sua conta de usuário conectada, e essas credenciais passarão para se conectar a nós gerenciados do Windows Server.

No Windows Server, o Honolulu inicia um serviço de rede que escuta na porta especificada durante a instalação. Qualquer usuário que tenha acesso à porta com um navegador da Web e direitos para efetuar logon na máquina do gateway poderá abrir o aplicativo. Mas como o aplicativo está sendo executado com as permissões de um serviço de rede, você precisará configurar alguma forma de delegação Kerberos no servidor para obter uma experiência de logon único. A máquina do Honolulu Gateway precisará ser confiável para delegar ao nó de destino.

##Nosso Vídeo

✔ Curta Comente ✔ Compartilhe ✔ Inscreva-se ✔ 👨🏻‍🎓Diversos Cursos Online e Grátis

Neste vídeo faço a instalação da NOVA Versão de Testes do Windows Server: Windows Server 2019 Insider Preview Build 17623.

Também fazemos um overview na solução.

Além de Instalar o Projeto Honolulu.

============================================================================

LINK DOWNLOAD: https://www.microsoft.com/en-us/softw…

Veja mais em: https://blogs.windows.com/windowsexpe…

A versão 2019 do sistema operacional da Microsoft para servidores incluirá melhorias no suporte para cenários de nuvem híbrida, suporte para o Windows Defender Advanced Threat Protection (ATP) e outras novidades.

Veja também

===================================+++++++==================================

[Mais detalhes em nossos canais:]

https://fabiofolarqengti.wixsite.com/arqengti/eventos

https://www.youtube.com/c/FabioOliveiraFOL

===================================+++++++==================================

[Olá Especialistas e Ninjas da Comunidade!

=> Nossa contribuição para toda a comunidade e valor agregado profissional.]

🔴 ➡ [12Cursos - Gratuitos CURSOS GRATUITOS – ARQENGTI – FOL]

Olá pessoal, Tudo bem!

Abaixo seguem informações dos Cursos sensacionais para toda nossa comunidade.

✔ 1 – Seja um Business Consultant (Business Case Real)

Uma prévia do grande curso que estamos montando!

✔ 2 – Engenheiro Microsoft (Tudo sobre Gpo’s)

✔ 3 – Engenheiro Microsoft (Tudo sobre RODC)

✔ 4 – Oficina de Governança & Gestão Gratuito

✔ 5 – Engenheiro Microsoft (Tudo sobre File Server)

✔ 6 – COBIT5 (Teoria + Prática + Preparatório Prova 100 questões)

✔ 7 – Engenheiro Microsoft (Tudo sobre BranchCache)

✔ 8 – Engenheiro Microsoft (Tudo sobre DNS)

✔ 9 – Engenheiro Microsoft (Tudo sobre DHCP Server)

✔ 10 – Engenheiro Microsoft (Troubleshooting Ad)

✔ 11 – Engenheiro Microsoft (Troubleshooting Storage)

✔ 12 – Engenheiro Microsoft (Troubleshooting Cluster Failover)

[maiores detalhes no link abaixo]:

https://fabiofol.wordpress.com/2017/07/22/%F0%9F%94%B4-%E2%9E%A1-12-cursos-gratuitos-arqengti-fol/

===================================+++++++==================================

[Nossas mentorias completas e de muito valor profissional agregado]:

Mentoria FOL Microsoft (Formação de Engenheiro)

Mentoria FOL Governança & Gestão

===================================+++++++==================================

[Ebook Gratuito: O Guia de Bolso do Administrador de Rede Microsoft – Implementando e Administrando um File Server – Engenheiro Microsoft]

19466563_866731326812789_3262007570549522524_o

https://fabiofol.wordpress.com/2017/09/06/e-book-gratis-o-guia-de-bolso-do-administrador-de-rede-microsoft-implementando-e-administrando-um-file-server-engenheiro-microsoft/

===================================+++++++==================================

🎯 🔵 📚 [CHEGOU MEU 2º LIVRO -> APRENDIZADOS E DESAFIOS DA GESTÃO ESTRATÉGICA CORPORATIVA DE UMA FORMA EXECUTIVA E PRÁTICA – 2ª EDIÇÃO – 190 páginas] 📚 ✌

LIV0001530

Trilhando O Sucesso da Gestão Através da Inovação e Visão Macro do Gestor – um Guia de Bolso Para Profissionais da Área de TI e Gestão

ÓTIMO DESCONTO E VOCÊ AINDA GANHA 18 BÔNUS: Ao fazer a compra nesta promoção especial de lançamento você tem um ótimo desconto e ainda ganha todos os 18 bônus.

Um livro Holístico onde aborda de forma simples e didática todos os grandes Frameworks do mercado, além de em cada Capítulo eu apresento toda uma descrição teórica e prática, assim como uma sacada real de prática de gestão e técnica, com exemplos práticos e úteis, explicados, em detalhes, passo a passo e com algumas telas ilustrativas.

———————————————————————
E 18 Bônus que Valem 20x o que Você Irá Pagar Pelo Livro!
———————————————————————

UMA VISÃO GERAL DO QUE É ABORDADO NO LIVRO: 👇👇

[Link de aquisição do livro]:

https://juliobattisti.com.br/loja/detalheproduto.asp?CodigoLivro=LIV0001530

https://fabiofol.wordpress.com/2017/10/26/chegou-meu-2o-livro-aprendizados-e-desafios-da-gestao-estrategica-corporativa-de-uma-forma-executiva-e-pratica-2a-edicao-190-paginas/

Abraços FOL!

Sobre Fábio FOL

Profissional com mais de 17 anos de experiência em empresas Multinacionais, de Petróleo,Governo Federal,Ministério de Minas e Energia e Centros Autorizados Microsoft.Experiência em ambientes 24/7 e de missão crítica,Site de Contingência, Relacionamento com parceiros.Atuação,Implantação e gerenciamento em projetos de Infraestrutura física e lógica, Wireless Corporativa e outros.Certificados da Microsoft, Itil e Pmbook (Projetos),todos relacionados com infraestrutura, Gerenciamento, Soluções voltadas para estações de trabalho, Clientes Corporativos e Servidores High End.Forte em liderança de pessoas, Itil Melhores Práticas em TI, Gerenciamento e Gestão de projetos, Mapeamento de processos.Conhecimentos avançados no pacote Office da Microsoft e produtos voltados para colaboradores corporativos como: SharePoint e Mensagem Instantânea. Criação de Projetos Básicos e SOX (Alinhamento de Processos). Conhecimento Avançados em Sistemas operacionais Server Windows e File Server Linux, Hardware de Computadores, Desenhos Técnicos, Cobit, tendo como foco Administração de Redes e Gestão. Enfim, ser sempre visionário e estar preparado para todos os recursos que a empresa possuir, sempre procurando agregar conhecimentos na busca incessante pela boa formação profissional, ainda, caso se faça necessário ajudar à integração e valoração da equipe, para que os benefícios venham como conseqüência, contudo, sinto-me preparado para o cargo em que no momento vislumbro junto à empresa a fim de contribuir com a sua trajetória, sendo parte integrante da mesma.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: